quinta-feira, 8 de outubro de 2009

é tempo de ter

É tempo de minguar diz a lua
Lá fora em céu aberto
Coberto com manto gelado
Descobre o que tinha em mente.

Pra que eu vou deitar, se temos tudo
Subestimar o seu... em vão?
A madrugada tá silenciosa
A lua minguante.

O tom de azul do céu é escuro
Os cachorros conversam
Parecerem irritados
E eu penso naquilo.

É tempo de minguar diz a lua.
Mas pra que eu vou deitar.
Se temos tudo.

Se tudo tem seu tempo
Pode ser que não experimente de tudo
Até você perceber a pegada dos caminhos
As vezes você encontra alguns mais curtos.

Em dias felizes o seu fôlego te ajuda
Ultrapassa a barreira do tempo
É coisa de sentimento
Parece que viveu tanto naqueles curtos espaços.

Se é impressão até pode ser
Gravado pelo tempo como se fossem calos
Mas a lua continua lá em seus dias corridos
Minguando em fases lunáticas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse-se